quarta-feira, 3 de junho de 2009

Clubber

Seguindo a vibe neon do new rave, vamos falar da tribo Clubber.

A tribo

No final dos anos 80 aconteciam na Inglaterra festas que eram chamados de “acid house party", hoje, identificamos pelo nome: Rave. Rave significa delírio, que se refere a relação da música eletrônica combinada com o ecstasy e o ácido lisérgico, provocando um estado alterado de consciência. São festas realizadas em espaços abertos, fora do perímetro urbano ou em galpões abandonados da periferia, onde os jovens passam horas a fio dançando (mais de 12 horas de duração) a alta música hipnótica em uma espécie de transe .

É Desse cenário que surge a tribo Clubber. Essa tribo de caráter underground, em que a música não é feita apenas para ser comercializada, tem como referência o gosto pela música eletrônica, e a um conjunto de manifestações associadas a esta música, como:

-Vestuário
-Culto ao DJ
-Cultura gay
-Uso de tecnologias contemporâneas (webzines, sites, listas de discussão, chats)
-Cibercultura
-Busca do prazer coletivo através da música, do uso de drogas, do prazer aqui e agora.
-Dogma Plur


Os clubbers seguem a ideologia do dogma PLUR, acreditam que estes elementos são indispensáveis na sua vida:

-Peace(Paz)
-Love(amor)
-Unity(união)
-Respect(respeito).

A música Eletrônica

O início da música eletrônica começou com a busca por novos timbres emitidos por instrumentos nada convencionais. Em 1964, surgiu o Moog (sintetizador portátil), que permitiu uma música mais experimental que cria timbres totalmente sintetizados e manipulados eletronicamente. Através de um teclado era possível manipular o som com filtros, osciladores, amplificadores e mixers. Assim sugem novos estilos como: ambient, trip hop, gabba, disco, house, acidhouse, tecno, detroit tecno, trance, tecnopop. Também surgem novos grupos musicais como o Can, Faust e Kraftwerk.
Os Disk jockeys (DJs) tornam-se referência. São esses os verdadeiros pesquisadores de tantas novidades lançadas em tantos lugares diferentes.
Após os moogs, foram criados também os samples e os sequencers, que deram poder de criação musical para aqueles que não tem formação de teoria musical. Dessa forma era incentivado a criação e a troca de músicas, expandindo a música eletrônica e extinguindo o termo Pop Star nesse gênero, o que vale é o processo e a maneira com que você dialoga com as amostras de outras pessoas, e é aí que está a autenticidade de cada um.
Em uma Rave, o DJ procura criar o “clima”, a “vibe”, através da música hipnótica. Estas festas procuram criar novas propostas sensoriais, e também buscam conexões com outas linguagens artísticas. É o caso dos artistas que geram imagens fractais, clips em 3D e animações em realidade virtual. Através de uma experiência multisensorial, funde-se o arcaico e o desenvolvimento tecnológico, com a música computadorizada, som tribal (repetitivo), luzes psicodélicas, drogas, dança primitiva.

Banda: Kraftwerk

O Smiley, foi adotado como o símbolo do movimento.
















O look Clubber

Você pode identificar um clubber pelo estilo próprio e extravagante que constrói misturando muitas peças ao mesmo tempo. São blusas, saias, calças e leggins super coloridos e fluorescentes.

Maquiagem brilhante, excesso de pulseiras, colares, os piercings, tatuagens tribais, cabelos de cortes diferente e coloridos, principalmente o moicano, tornaram-se características fortes para o estilo clubber A tecnologia e o futurismo refletem nos materiais sintéticos, das roupas e acessórios, como: lycra, nylon, vinil e tecidos que brilham no escuro.
O tênis Plataforma é uma herança deixada pelos Clubbers

Mais do que um adorno, um corte de cabelo, uma peça de roupa, para os clubbers, são símbolos que remete a algo que ele realmente acredita.

*Alfinetes: Contra o aborto.
*All Star (cano baixo): Humildade, baixa renda.
*All Star (cano alto): Contra o militarismo ; a favor da baixa renda.
*All Star (branco): Só usa quem sabe todas as ideologias.
*Cabelos em Pé: Contra o armamento nuclear.
*Cardaço Branco: A favor da paz usados pelos clubbers mais manjados no movimento.
*Cardaço Cinza: Contra droga e fumo.
*Cardaço Colorido: Pessoa associada, a favor do homosexualismo ou sem preconceito.

*Cabelo Moicano: Contra a matança e a favor do futurismo.
*Cardaço Laranja: Contra o nazismo.

*Cardaço Marron: Contra a guerra.
*Cardaço Preto: Anti-social.
*Cardaço Azul: A Favor da infântilidade (proteção a Infância).
*Cardaço Verde: Contra o desmatamento.
*Cardaço Vermelho: Brigar em defesa do movimento.
*Calça Rasgada: Anti-social.
*Calça Xadres: Contra o racismo.
*Colar Colorido: A favor dos homosexualismo ou sem preconceitos.
*Coturno: Contra o militarismo.
*Faixa: Anti-machismo e anti-rotular.
*Incenso: Harmonização.
*Malabares: Veneração a arte e esportes radicais.
*Meião: Incentivo ao esporte.
*Óculos de acrilíco: A favor da modernização.
*Piercing nos Lábios: Contra as drogas.
*Piercing na Língua: Contra a fome.
*Piercing no Nariz: Contra a poluição.
*Piercing no Queixo: Contra as drogas.
*Piercing na Sombrancelha: Contra o aborto.
*Piercing no Umbigo: A favor do aborto.
*Chupeta: Contra o abuso de menores.

*Pulseira Colorida: A favor do homosexualismo ou sem preconceito.
*Pulseira de Ponta: Contra a Bomba Núclear a favor do futurismo.
*Roupas de Nylon: A favor do modernismo.
*Roupas de Vinil: A favor da moda e sua evolução.
*Saião: Contra o machismo.
*Símbolo Cavalera: A favor da liberdade.
*Símbolo Nazismo: Contra o nazismo.

*Mascara Hospitalar: Contra a poluição atmosférica.

Um comentário:

  1. parabens pelo post... estou fazendo um trabalho sobre a cultura clubber e me deu uma luz seu post... ;)

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails